Estratégias de UX

No artigo de hoje vamos falar sobre algumas estratégias básicas de UX usadas em inícios de projeto. Antes de botar a mão na massa desenvolvendo protótipos, sitemaps e wireframes, é preciso levantar questões em relação ao produto. O máximo possível. Por isso, nada melhor do que conhecer o universo envolvendo a experiência do usuário, pois é ele quem está no centro de tudo. Por isso, o objetivo do UX – User Experience é trabalhar para facilitar e tornar agradável a interação e o contato do usuário com sua marca por meio de seus produtos ou serviços, seja por elementos de visão, interação ou até mesmo de usabilidade, antes contudo, compreendendo todas as variáveis como desejos, emoções, usabilidade e experiência de uma pessoa com um produto.

Em muitos projetos, a etapa de UX é desconsiderada. Por muitas vezes as empresas “preverem” comportamentos ou ações de seus clientes sem estudo, pesquisa ou teste, apenas por feeling ou por não conhecer a utilizado e o valor do processo para o seu negócio. É preciso entender mais sobre pessoas e por isso, para se trabalhar com UX, devemos criar um checklist, iniciando com um processo para organizar o fluxo de ideias, já que existem diversas áreas de conhecimento se relacionando a todo momento dentro de um projeto, especialmente envolvendo User Experience Design. Assim, podemos trabalhar com 4 etapas:

1º COLETAR PROBLEMAS > 2º IDEIAS PARA SOLUÇÕES > 3º SEGMENTAR PRIORIDADES > 4º TRABALHAR NA IDEIA

 

UX DIAGRAM

Diagrama de UX

Kanban Board

Para organizar as ideias, existem diferentes técnicas que podem ser utilizadas em um projeto de UX e uma delas é o Kanban (Sinalização Visual). Existem diferentes apps e softwares que utilizam esta técnica (como o Trello), mas também o quadro e seus post-its são muito utilizados em salas estratégias nas quais as decisões principais são tomadas em conjunto, principalmente no início de um projeto digital, incluindo ux design.

kanbanboard

Kanban Board

Outra ferramenta que utiliza o Kaban em uma visão holística é a 360º View. Com ela é possível responder a dúvidas frequentes do negócio com um todo.

Diagrama 360º view

ux-diagrama-360-view

Negócios, Vendas e Marketing

  • Quais as metas do negócio?
  • O que é lucrativo?

Design e Pesquisa

  • O que as pessoas precisam?
  • O que é útil e agradável?

Tecnologia

  • O que é possível?
  • Que funcionalidades podem ser construídas agora ou depois?

Na interseção entre UX, Negócios e Tecnologia está a oportunidade. Este método 360º view é um dos melhores métodos para analisar as necessidades do usuário. Esse tipo de diagrama pode sofrer alterações por conta de atualização no escopo do projeto.

Proto-persona

Chegou a hora de descobrir quem é o seu usuário, suas necessidades, objetivos, comportamentos (problemas, hobbies, etc) e informações demográficas. Para isso, um exercício muito comum é um brainstorm com um questionário curto entre a equipe de UX para que cada um relate suas suposições e observações sobre seus usuários-alvo e use suas respostas para criar um primeiro rascunho da proto-persona.

Logo depois, deve-se agrupar todas as informações e continuar a fase de esboço. Todas as suposições e dados coletados devem ser anotados,  principalmente sobre como usam seu produto/serviço.

Dê um nome à proto-persona e faça um esboço de como elas podem ser. Isso “humaniza” sua proto-persona: ela cria empatia dentro de sua equipe e as traz à vida de uma maneira que sua equipe pode entender facilmente.

Podem aparecer  diferentes perfis de pessoas usando seu serviço ou interface. Por isso, é possível criar perfis diferentes, definindo proto-personas primárias e secundárias por exemplo. É importante saber, no entanto, que a proto-persona é a versão beta da persona definitiva, que necessariamente precisa ser estudada por meio de entrevistas e levantamento de pesquisas sobre o usuário.

ProtoPersona-ux

ProtoPersona-ux-mural-tool

Exemplo de proto-persona usando ferramenta Mural

Blueprint Strategy

Segundo Fabrício Teixeira, o Blueprint é um mapa que mostra todos os pontos de contato entre consumidor e marca, bem como os processos internos necessários para que essa interação aconteca. É útil para visualizar o caminho que os consumidores percorrem em múltiplos canais, por exemplo (sitte, SAC, e-commerce) e para identificar oportunidades de melhoria.

blueprint-ux-strategy

Blueprint UX Strategy

Na estratégia de Blueprint, precisamos responder a algumas perguntas em diferentes boards. Abaixo, alguns exemplos:

Desafios

Quais problemas você está tentando resolver? Que obstáculos você supera?

Aspirações
Quais são os resultados desejados ideais?
O que você quer alcançar?

Áreas de foco
Qual é o escopo da estratégia?
O que você vai focar para o maior impacto?

Princípios Orientadores
Como vai superar os desafios?
Quais mantras específicos guiarão as equipes?

Atividades
Que tipos de atividades resolvem os problemas?
Quais capacidades alcançam suas aspirações?

Medições
Que tipos de medições você empregará?
Quais métricas serão usadas para obter sucesso?

Blueprint - UX Design

Blueprint Strategy aplicado: considerando as personas, as interações e as emoções ao longo da interação. Fonte: servicedesigntools

Com o modelo estratégico Blueprint de UX, não há risco inicial em experimentar alternativas: cruze itens, mova notas, retrabalhe ideias, amasse e comece de novo. Aqui a estratégia vai ver desenvolvida começando com os desafios e aspirações. Depois disso, definir aonde elas se encaixam. Esta é uma vantagem do blueprint: expõe as dependências na escolha estratégica, permitindo que você veja todos os elementos de uma só vez. Existem várias situações em que você pode usar o Blueprint da estratégia de UX, como briefings ou reuniões de lançamento. Isso ajuda a orientar a discussão e a manter o foco no exercício, já que constrói um painel baseado em um consenso.

Consumer Journey Map

O mapa de jornada do consumidor é um gráfico orientado que descreve a jornada de um usuário representando os diferentes pontos de contato que caracterizam sua interação com o serviço.
Nesse tipo de visualização, a interação é descrita passo a passo, com ênfase em aspectos como o fluxo de informações e os dispositivos físicos envolvidos. Ao mesmo tempo, existe um nível de síntese mais alto: a representação é simplificada através da perda da informação redundante e dos detalhes mais profundos. Nesta etapa, designers podem definir o que motiva e as reais necessitados do consumidor, analisando cada etapa de sua navegação.

pricesmart-journey-map

Exemplo de Jornada do Cliente: Aplicativo Pricesmart, por Sam Flores

Entrevistas com stakeholders

stakeholders-interview-ux-design

As partes envolvidas no projeto devem passar por um roteiro de entrevistas, de funcionários da empresa a pessoas externas que estão envolvidas com a aprovação do projeto. Aqui entram os tomadores de decisões em diferentes vertentes do negócio. Por serem de áreas diferentes, as ideias podem ser compartilhadas de forma anônima, a fim de garantir idoneidade. Nesse momento, a coleta de insights é fundamental para a definição das metas de sucesso do negócio e da priorização de suas funcionalidades.

A designer Barbara Miotto, baseada no livro Designing for the Digital Age: How to Create Human-Centered Products and Services by Kim Goodwin, criou uma lista básica que compartilhamos a seguir:

*Substitua essas palavras pelos nomes dados ao seu projeto, ao produto, etc. 

Sobre o produto:

  • O que será esse novo produto*?
  • O que te preocupa nesse produto*? Qual a pior coisa que poderia acontecer?
  • Quais são as expectativas de negócios para esse produto*?
  • O que você definiria como sucesso?
  • O que ainda precisamos esclarecer?
  • Quais são nossos maiores concorrentes?

Sobre os usuários:

  • Para quem é esse novo produto*?
  • Que tipo de entrevista com o usuário seria relevante para esse projeto?
  • Quem nós esperamos que sejam os usuários daqui a 5 anos?

Sobre a relação das pessoas com o projeto:

  • Qual o seu papel nesse projeto?
  • Eu irei conversar com [pessoa 1]*, [pessoa 2]* e [pessoa 3]*. Existe mais alguém com quem eu deveria falar?

Perguntas aos stakeholders de Marketing:

  • Quem são os seus clientes de hoje e como poderiam ser diferentes daqui 5 anos?
  • Como esse produto se encaixa no portfólio de produtos da empresa?
  • Quais são os maiores concorrentes da [Marca]*? Quais são os pontos de preocupação da empresa em relação a eles?
  • Como você pensa que esse produto poderia ser diferenciado?
  • O que você pensa da identidade atual da empresa* e como ela influencia nesse projeto?

Informações práticas:

  • O que já foi definido sobre o projeto*? Quem definiu?
  • Quais os requerimentos para este projeto*?
  • Quais decisões técnicas foram tomadas?
  • Quando essa nova versão será lançada?

 

Existem inúmeras técnicas para implementação estratégia de ux e estas são apenas algumas delas.

Você utiliza uma outra em especial? Compartilhe com a gente!

Compartilhe este post:

DESIGN

Você pode gostar de: